15 anos Programa Rumos: mapeamento, fomento e difusão de talentos da cultura brasileira

O Itaú Cultural tem um compromisso estreito com a cultura brasileira, desde que foi criado há 25 anos. Um dos exemplos disso é o Programa Rumos que desde a sua idealização em 1997 vem incentivando a criação artística e cultural e a produção intelectual brasileira, apoiando a formação de talentos não consagrados, assim como trabalhos experimentais, e a realização e difusão de suas obras em todo o Brasil. É daí que sai a matéria-prima deste projeto, que tem como outra grande característica a continuidade.
Com este programa, há uma década e meia o Itaú Cultural vem realizando um trabalho sistemático de mapeamento, fomento e difusão de talentos da cultura brasileira. Por sua natureza, não se fixa no eixo RJ-SP, mas vai buscar nas regiões mais distantes os novos talentos para que eles se integrem ao circuito da indústria cultural, chegando a todos os públicos.
O Rumos tem caráter contínuo e abrange várias áreas de expressão – Arte Cibernética e Artes Visuais, Cinema e Vídeo, Dança, Educação, Jornalismo Cultural, Literatura, Música e Pesquisa Acadêmica e Teatro. Sendo um programa aberto, todos os anos o Itaú Cultural lança editais públicos para que artistas e pensadores de todo o país inscrevam seus projetos. Em 2012 os editais, lançados em abril, são: Dança, Cinema e Vídeo e o inédito Pesquisa em Moda e Design.
Os projetos inscritos são julgados por comissões de profissionais independentes. Os selecionados recebem apoio para produzir suas obras e, ao final do ciclo, o Instituto se encarrega da difusão junto ao grande público e meios especializados. Até hoje já recebeu mais de 24 mil inscrições, apoiou mais de mil trabalhos, levando a obra dos selecionados a quase seis milhões de pessoas em todo o país (sem contar o público atingido pelos seminários e demais ações das itinerâncias do programa). Estas obras foram divulgadas, ainda, por mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras.
Este caráter nacional mobiliza artistas, produtores, especialistas, educadores, pesquisadores e instituições parceiras. Além disso, o programa emprega recursos para a produção e difusão destas obras, por meio de exposições, CDs, DVDs, espetáculos e outros produtos, de modo a também contribuir para a reflexão sobre a realidade artística e cultural do país.
O retorno dos artistas e a recepção do público são sempre altamente positivos, o que incentiva e estimula o instituto a prosseguir neste caminho que conduz à democratização do fazer cultura no país e contribui para a sua disseminação e o aprofundamento do diálogo entre as culturas a partir do seu contexto e espacialidade, revelando os muitos brasis contidos nesse imenso Brasil.